PT        EN
logo Minit�rio de Minas e Energia
logo Eletrobras

O Cresesb

Última modificação: 11.06.2008

Missão do CRESESB

Promover o desenvolvimento das energias solar e eólica através da difusão de conhecimentos, da ampliação do diálogo entre as entidades envolvidas e do estímulo à implementação de estudos e projetos.

Histórico

O Encontro para Definição das Diretrizes para o Desenvolvimento das Energias Solar e Eólica no Brasil, realizado em abril de 1994, teve a oportunidade de reunir uma quantidade representativa de entidades, de diversos setores da sociedade, para propor estratégias e diretrizes. O documento resultante desta reunião - Declaração de Belo Horizonte - é amplo, e vem sendo divulgado, debatido e detalhado no sentido de resultar em ações efetivas. A Declaração de Belo Horizonte identifica a necessidade de um Centro de Referência para as Energias Solar e Eólica no Brasil.

Estratégias do Centro de Referência

  • Coletar e difundir conhecimentos e experiências através de publicações e sistemas de informação, e de apoio à capacitação e treinamento de recursos humanos.
  • Identificar e apoiar os Centros de Excelência, Centros de Desenvolvimento Regionais, Laboratórios e Grupos de Trabalho especializados das energias solar e eólica, fortalecendo estas instituições e recomendando a priorização dos recursos disponíveis.
  • Criar Centros de Exposição das tecnologias e biblioteca especializada em energias solar e eólica, de forma a facilitar as atividades de educação e de pesquisa.
  • Apoiar a implementação de soluções tecnológicas efetivas, visando o incremento da competitividade de mercado e o desenvolvimento de modelos e ferramentas computacionais.
  • Estabelecer critérios uniformes de avaliação de desempenho de sistemas e equipamentos; de custos, benefícios e oportunidades; e de execução de inventário e zoneamento indicativo dos potenciais de energia solar e eólica.
  • Estabelecer acordos de cooperação com entidades nacionais e internacionais, com o objetivo de intercambiar experiências e conhecimentos, e de identificar oportunidades de desenvolvimento e aplicação das referidas tecnologias.
  • Interagir com órgãos normativos e grupos especializados para o estabelecimento de recomendações técnicas.

Estrutura de Sustentação

A estrutura de recursos necessários o início das atividades e para a manutenção do Centro de Referência estão associados a:

  • Recursos obtidos dentro de convênio de cooperação firmado entre o Ministério de Minas e Energia e o CEPEL (COF/SAG/MME 12/94 de 28/12/94) para instalação e início das atividades;
  • Composição de grupo de empresas associadas que contribuam com um montante referente às despesas anuais previstas para o Centro. Este quadro poderá ser composto de empresas nacionais e estrangeiras, de setores governamentais, de organizações não governamentais, de empresas concessionárias e de empresas privadas;
  • Busca de recursos financeiros adicionais para realização de atividades específicas, tais como: seminários, cursos, elaboração de eventos de divulgação e treinamento, estudos, etc;
  • Venda de material produzido nas atividades específicas desempenhadas, tais como: manuais, relatórios, facilidades de acesso à rede de informação, etc;
  • Dotações ou subvenções da União, dos Estados ou Municípios.

A contrapartida do CEPEL neste orçamento é constituída pelos seguintes tens:

  • Infra-estrutura de instalações físicas, constituída de duas salas dedicadas às atividades do Centro;
  • Nó de rede Internet permitindo a interligação do centro com entidades nacionais e internacionais;
  • Infra-estrutura de apoio aos serviços administrativos do Centro;
  • Dedicação parcial da equipe técnica constituida pelos pesquisadores do Programa de Sistemas de Geração e Armazenamento Complementar do CEPEL.

Sérgio de Salvo Brito

Por: Deraldo Marins Cortez
Coordenador Geral de Sistemas Energéticos do DNDE

A atribuição do nome do Eng. Sérgio de Salvo Brito ao Centro de Referência das Energias Solar e Eólica, instalado no CEPEL, homenageia, com muita justiça, o brilhante profissional, o colega prestativo e o cidadão íntegro, cuja morte prematura ainda hoje é lamentada por todos os que tiveram a oportunidade de com ele conviver social ou profissionalmente.

Para o Centro, a escolha deste patrono não poderia ser mais adequada.

Engenheiro, com pós-graduação em energia nuclear, Sérgio Brito abraçou com tal entusiasmo a causa das energias renováveis que logo se tornou um dos brasileiros mais conhecidos e respeitados internacionalmente neste campo.

Como Secretário de Tecnologia do MME, no Governo Sarney, depois como Coordenador Técnico dos trabalhos para o Reexame da Matriz Energética Nacional, e, finalmente, como primeiro Diretor do Departamento Nacional de Desenvolvimento Energético, do Ministério da Infra-estrutura (atual MME), Sérgio Brito dedicou muitos esforços para a adequada consideração das energias solar, eólica e da biomassa como um vetor energético importante para o desenvolvimento sócio-econômico-ambiental do País.

Com firmeza ideológica, destemor e, sobretudo, com elegância e perseverança incomuns, Sérgio Brito sempre iniciava sua pregação em favor das energias renováveis reconhecendo a importância da organização dos sistemas convencionais de energia para o desenvolvimento brasileiro, para em seguida reclamar para as fontes renováveis um tratamento à altura do seu grande potencial de participação competitiva na nossa matriz energética.

De volta da última viagem que fez a Europa, onde entre missões visitou a Diretoria de Energia da Comunidade Européia, Sérgio Brito passou a defender a tese de que as energias solar e eólica já seriam competitivas para aplicações pontuais no País, especialmente em localidades não atendidas pelos sistemas convencionais, quer por obstáculos geográficos quer por limitações de natureza econômica.

A partir dali, suas intervenções sobre o tema passaram a incorporar uma novidade que era a idéia de criação de um núcleo para centralização e difusão das informações sobre as tecnologias renováveis, para organizar a memória dos projetos pilotos desenvolvidos, seus êxitos e as causas dos fracassos eventualmente colhidos.

O prematuro desaparecimento de Sérgio Brito não sepultou o seu sonho e apenas alguns meses após, o CEPEL iniciava o Convênio com o NREL, cujo desenvolvimento sério e bem estruturado abriu novos caminhos, de efetiva viabilidade, para o uso regular das energias renováveis no Brasil.

Arquivos para "download"

 

CRESESB - Centro de Referência para Energia Solar e Eólica Sérgio Brito / CEPEL - Centro de Pesquisas de Energia Elétrica
Av. Horácio Macedo, 354 - Cidade Universitária - Rio de Janeiro - RJ - Brasil, CEP 21941-911
Tel: 55 (21) 2598-6174 / 2598-6187 - Fax: 55 (21) 2280-3537 - E-mail:
(Atendimento de segunda à sexta, das 8:00 às 16:30)

Arte e Desenvolvimento Web: Bruno Montezano, 2014