PT        EN
logo Minit�rio de Minas e Energia
logo Eletrobras

1. Centros de Demonstração do SENAI

Última modificação: 15.01.2013
Índice [Esconder]

Texto adaptado de Galdino et al. (2010).

Dentro das atribuições do CRESESB destaca-se a divulgação e disseminação das energias renováveis no Brasil. Para isso, conta com a Casa Solar, um centro de demonstração em operação há mais de 10 anos, tendo recebido milhares de visitantes, sediado inúmeros cursos, além de proporcionado considerável repercussão na mídia (Galdino, 2007).

De forma a replicar esta experiência bem-sucedida, o CRESESB, através do CEPEL e com apoio do Ministério de Minas e Energia - MME, firmou convênio com o SENAI visando a implantação de outros 4 Centros de Demonstração de Energias Renováveis, nas Regiões Sul, Centro-Oeste, Nordeste e Norte do país.

O SENAI, sendo uma instituição de ensino técnico de excelência com unidades espalhadas em todo o território nacional, constitui-se em um valioso instrumento para viabilização destes centros.

Além da demonstração e divulgação das tecnologias, a principal intenção subjacente é de que tais centros sejam utilizados para cursos e treinamento de pessoal, atividade em que a competência do SENAI é amplamente reconhecida, em tecnologia solar fotovoltaica, formando pessoal habilitado à instalação e manutenção de tais sistemas, atendendo a demandas de pessoal, como, por exemplo, a prevista no Programa Luz para Todos (LpT).

Os sistemas autônomos fotovoltaicos instalados foram dimensionados usando a metodologia simplificada do Manual de Engenharia do CEPEL (CRESESB, 2004), e considerando a radiação solar do pior mês do local onde os sistemas serão instalados de acordo com o Atlas Solarimétrico do Brasil (UFPE, 2000). Para os equipamentos e componentes dos sistemas fotovoltaico e térmico foi exigido o selo do Programa Brasileiro de Etiquetagem do INMETRO (INMETRO, 2009).

Os centros estão localizados nas cidades de São Luís-MA, Manaus-AM, Curitba–PR e Taguatinga-DF, associados às unidades do SENAI existentes nestas localidades, e têm características diferenciadas, conforme ilustrado na Figura 1. Os centros serão ainda dotados de “kits móveis” para diversas finalidades, destinados a demonstrações em escolas, feiras ou eventos em geral.

Barco Escola Samaúma (AM) Senai Taguatinga (DF)
Senai São Luís (MA) Projeto Solaris Senai-Curitiba (PR)
Figura 1 - Fotos das unidades de Demonstraçao do Senai de Manaus (AM), Taguatinga (DF), São Luís (MA) e Curitiba (PR), respectivamente.

Centros de Demonstração

Centro de Demonstrão do SENAI-MAO Centro de Demonstração do SENAI-MA está localizado em uma edificação projetada e construída especificamente para este fim, no Centro de Educação Tecnológica e Ações Móveis - CETAM, Distrito Industrial de São Luís. Tal edificação, com área de cerca de 100m2, é semelhante a uma edificação residencial convencional e é alimentada por um sistema autônomo híbrido fotovoltaico-eólico de geração elétrica. Unidade de Demonstração Rodoviária do SENAI de Curitiba – PRO Centro de Demonstração do SENAI de Curitiba é uma unidade móvel rodoviária, montada em um veículo tipo furgão. Esta viatura é utilizada em demonstrações itinerantes no interior do Estado do Paraná e conta com a fixação dos módulos fotovoltaicos no teto do veículo e uma adaptação de uma sala de estar no interior do mesmo.
Unidade de Demonstração Fluvial do SENAI de Manaus – AMO Centro de Demonstração do SENAI de Manaus–AM está instalado na unidade móvel fluvial utilizada pelo SENAI pra cursos itinerantes ao longo dos rios da Região Norte. O sistema fotovoltaico está montado em um laboratório localizado no segundo convés da embarcação, sendo que o painel fotovoltaico está instalado sobre a cobertura, em uma estrutura móvel, permitindo ajuste manual de inclinação e orientação de acordo com as condições do município onde a embarcação estiver fundeada, de forma a otimizar a conversão de energia. Centro de Demonstração do SENAI de Taguatinga - DFO Centro de Demonstração do SENAI-DF é localizado em uma edificação projetada e construída especificamente para este fim, no SENAI de Taguatinga. Tal edificação tem dois pavimentos e área construída de cerca de 124m2. A edificação é alimentada por um sistema fotovoltaico de conversão de energia. O aquecimento d’água para banheiro/cozinha é efetuado por um sistema solar térmico, enquanto que o bombeamento d’água é feito por um sistema fotovoltaico autônomo.

Kits Móveis

Onze kits móveis foram desenvolvidos e distribuidos entre os 4 centros, para várias atividades tais como exercícios práticos de montagem ou manutenção de sistemas e demonstrações em escolas, feiras e eventos. Os kits foram acondicionados em caixas robustas dotadas de rodízios (cases), permitindo o fácil transporte. Foram desenvolvidos kits para bombeamento d’água, conversão de energia, rádio transceptor e de informática. Para o caso específico do Centro de Demonstração do SENAI-PR foi feito um kit de demonstração de sistema de aquecimento solar. Os kits foram dimensionados considerando uma irradiação solar de 4,0kWh/m2.dia, exceto o do SENAI-DF (kit de informática), que usou 4,4kWh/m2.dia.

Kit móvel de bombeamento de águaO Kit móvel de bombeamento d’água é composto por dois tanques transparentes permitindo fácil visualização dos seus componentes além dos módulos fotovoltaicos e a bomba de superfície. Kit móvel de conversão de energia elétricaO Kit móvel de conversão de energia elétrica apresenta inversores para a disponibilização de corrente alternada em 127 Vca e 220 Vca. Este sistema de conversão atende pequenas cargas residenciais como rádio, TV, iluminação etc.
Kit móvel rádio transceptorO Kit móvel rádio transceptor é utilizado na Unidade Móvel Fluvial do SENAI AM para alimentação autônoma de um rádio transceptor destinado a comunicação de emergência entre uma comunidade isolada e uma sede municipal. Kit móvel de informáticaO Kit móvel de informática é utilizado na Unidade do SENAI - DF para alimentação autônoma de dois microcomputadores com conexão à internet através de um sistema de mini-modens GSM.
Kit móvel de sistema solar térmico para aquecimento de águaO Kit móvel de sistema solar térmico para aquecimento d’água trata-se de um sistema compacto com reservatório térmico de 125L e coletor de 1m2, montado em estrutura desmontável que permite ajuste de orientação/inclinação.  

Referências

Galdino, M.A. et al, 2010, "Criação de Quatro Centros de Demonstração de Energias Renováveis em diferentes regiões do país". In: Congresso brasileiro de Energia Solar, 3., Belém, Set.

Galdino, M.A. et al, 2007. "CRESESB – 10 anos de atividades visando o futuro". In: Congresso brasileiro de Energia Solar, 1., Fortaleza, Abr.

CRESESB, 2004. Manual de Engenharia para Sistemas Fotovoltaicos. 1ª ed. Rio de Janeiro, Centro de Referência para Energias Solar e Eólica (Revisão 2004).

Instituto Nacional de Metrologia - INMETRO, 2009. Tabelas de Consumo/Eficiência Energética.

Seviço Nacional de Aprendizagem Industrial - SENAI, 2010. Centro de Ações Móveis e Comunitárias (CAMC) – SENAI-AM.


2. Centro de Demonstração de São Luís – Ma

Última modificação: 15.01.2013
Índice [Esconder]

Texto adaptado de Galdino et al. (2010).

O Centro de Demonstração do SENAI-MA está localizado em uma edificação projetada e construída especificamente para este fim, no Centro de Educação Tecnológica e Ações Móveis - CETAM, Distrito Industrial de São Luís - MA (Figura 1). Tal edificação, com área de cerca de 100m2, é a exemplo da Casa Solar do CEPEL, semelhante a uma edificação residencial convencional, contando com sala de aula, 2 quartos, banheiro, copa/cozinha, área de serviço e terraço.

Centro de Demonstrão do SENAI-MA

Figura 1 - Foto do Centro de Demonstração de São Luís – Ma

A sala servirá a cursos palestras e projeções áudio visuais, e um dos quartos abrigará quadros elétricos e o sistema de aquisição de dados. A alimentação é realizada a partir de um sistema autônomo híbrido fotovoltaico-eólico, embora o dimensionamento tenha previsto somente o sistema fotovoltaico. Apesar do recurso eólico não estar mapeado através de medições, o local apresenta registros na natureza que comprovam um perfil de vento bem favorável para sua utilização. A utilização desta tecnologia é de grande importância para exemplificação didática visto que o litoral do Estado do Maranhão apresenta áreas favoráveis a implantação de empreendimentos eólicos.

As cargas previstas são: iluminação, refrigerador, TV LCD 32", computador tipo laptop, projetor tipo data show, DVD e sistema de aquisição de dados. A água para consumo será fornecida por um sistema fotovoltaico de bombeamento autônomo (não conectado ao sistema elétrico da casa), dotado de moto-bomba de superfície alimentada em CC, simulacro de um sistema de bombeamento a partir de um corpo d′água (e.g. rio, açude). A água quente para consumo em banheiro e cozinha é produzida por um sistema solar térmico. Os dados técnicos da Casa Solar do SENAI-MA são apresentados na Tabela 1.

Tabela 1 - Características dos sistemas do Centro de Demonstração do SENAI - MA
Sistema híbrido
Radiação solar 4,00 kWh/m2.dia
Consumo diário 3,5 kWh/dia
Tensão do sistema 48 Vcc
Painel Fotovoltaico 1560 Wp (4s * 3p * 130 Wp)
Banco de Baterias 32,64 kWh (4s * 4p * 170 Ah @C20)
Turbina Eólica 1 kW
Aquecimento de água
Reservatório térmico 200 L
Coletor térmico 1 m2
Bombeamento d’água
Consumo diário 600 L/dia
Painel fotovoltaico 54 Wp
Moto-bomba 12 Vcc, de superfície, tipo diafragma

O valor da radiação solar que foi adotado da Tab. 1 refere-se ao menor índice médio mensal na cidade de São Luiz - MA, segundo o Atlas Solarimétrico do Brasil (UFPE,2000).

A cobertura da edificação foi projetada com as características de inclinação e orientação adequadas para receber o sistema solar térmico a termosifão, bem como os sistemas fotovoltaicos de conversão de energia e bombeamento. O centro do SENAI-MA também utiliza um kit móvel de bombeamento d′água e outro de conversão de energia elétrica. Uma vista desta edificação é apresentada na Fig. 2.

Vistas do projeto da edificação

Figura 2 - Vistas do projeto arquitetônica da edificação do Centro de Demontração de São Luís (MA).

Sistema de Aquisição de Dados

O sistema é totalmente monitorado e controlado através de um sistema de aquisição de dados desenvolvido e implementado pelo SENAI com base em um CLP, um computador tipo notebook e uma rede wireless. O CLP utilizado é dotado de 24 entradas digitais, 14 entradas analógicas e 24 saídas digitais, cuja utilização é descrita abaixo.

As grandezas analógicas monitoradas serão as seguintes:

  • Tensão (Vcc) e Corrente (Icc) do Painel fotovoltaico;
  • Radiação solar incidente no plano do painel fotovoltaico (W/m2);
  • Tensão (Vcc) e Corrente (Acc) no banco de baterias;
  • Tensão (Vca) e corrente (Aca) em dois conjuntos de cargas A e B;
  • Temperatura do painel fotovoltaico e temperatura ambiente (°C);

As entradas digitais são distribuídas da seguinte forma:

  • 10 interruptores para controle remoto da iluminação;
  • 6 sensores de presença nos diversos ambientes;
  • Comando Liga/Desliga do sistema;
  • Controle iluminação automático/manual;
  • Botão de emergência;

O sistema de aquisição dispõe de um quadro de controle permitindo a visualização do estado de todas as cargas elétricas, bem como o acionamento remoto das cargas elétricas. As grandezas analógicas são transmitidas via rede wireless a um computador no prédio do SENAI-MA, onde são armazenados a cada segundo. Um computador tipo notebook no interior da casa permitirá aos visitantes o acesso aos dados.

Referências

Galdino, M.A. et al, 2010, "Criação de Quatro Centros de Demonstração de Energias Renováveis em diferentes regiões do país". In: Congresso brasileiro de Energia Solar, 3.,  Belém, Set.

UFPE, 2000. Atlas Solarimétrico do Brasil: Banco de Dados Terrestres. 1ª ed. Recife, Ed. Universitária da UFPE. ISBN 85-7315-142-0.


3. Unidade de Demonstração Rodoviária do SENAI de Curitiba – PR

Última modificação: 15.01.2013
Índice [Esconder]

Texto adaptado de Galdino et al. (2010).

O Centro de Demonstração do SENAI de Curitiba é uma unidade móvel rodoviária, montada em um veículo tipo furgão. Esta viatura é utilizada em demonstrações itinerantes no interior do Estado do Paraná e conta com a fixação dos módulos fotovoltaicos no teto do veículo e uma adaptação de uma sala de estar no interior do mesmo (foto na Figura 1). Esta unidade serve de demonstração da tecnologia solar fotovoltaica em apresentações em três turnos (manhã, tarde e noite).

Unidade de Demonstração Rodoviária do SENAI de Curitiba – PR

Figura 1 - Foto da Unidade de Demonstração Rodoviária do SENAI de Curitiba – PR.

O furgão, denominado Projeto Solaris, dispõe em seu interior de cargas elétricas típicas de uso residencial, como os seguintes equipamentos: iluminação (luminárias, abajur), ventilador, liquidificador, frigobar, computador tipo notebook e TV LED 46”, alimentados a partir de um sistema fotovoltaico cujo painel está montado sobre o teto do veículo, servindo assim como demonstração de sistemas fotovoltaicos autônomos para uso residencial. O banco de baterias, o inversor e o controlador de carga são acondicionados em quadros transparentes para permitir sua
visualização.

Existe ainda um quadro sinótico mostrando as grandezas (correntes, tensões, etc.) envolvidas no funcionamento do sistema fotovoltaico além de um piranômetro para medição da radiação solar instantânea. A configuração do sistema fotovoltaico da Unidade Móvel do SENAI- PR é apresentada na Tab. 1.

Tabela 1 - Características do sistema fotovoltaico do furgão do SENAI - PR
Sistema elétrico Radiação solar 3,06 kWh/m2.dia
Consumo diário 1,3 kWh/dia
Tensão do sistema 24 Vcc
Painel Fotovoltaico 870 Wp (2s * 5p * 87 Wp)
Banco de Baterias 12,24 kWh (2s * 3p * 170 Ah @C20)
Veículo Capacidade interna 16 m3

Ainda que se trate de uma unidade móvel que percorre o interior do estado, o valor da radiação solar adotado da Tab. 1 refere-se ao menor índice médio mensal na cidade de Curitiba-PR, segundo o Atlas Solarimétrico do Brasil (UFPE,2000).

O furgão transporta ainda 2 kits móveis: sistema fotovoltaico para bombeamento d’água e sistema solar de conversão de energia elétrica. Também está prevista a montagem de um kit móvel de aquecimento de água. Durante os deslocamentos, os kits serão acondicionados no interior do furgão e fixados através de cintas de amarração apropriadas. Uma vez no local da apresentação, estes serão montados externamente ao furgão para demonstração. A Fig. 2 mostra vistas em corte do furgão e acomodações em seu interior.

Arranjo interno do furgão do SENAI - PR

Figura 2 - Arranjo interno do furgão do SENAI - PR.

Referências

Galdino, M.A. et al, 2010, "Criação de Quatro Centros de Demonstração de Energias Renováveis em diferentes regiões do país". In: Congresso brasileiro de Energia Solar, 3.,  Belém, Set.

UFPE, 2000. Atlas Solarimétrico do Brasil: Banco de Dados Terrestres. 1ª ed. Recife, Ed. Universitária da UFPE. ISBN 85-7315-142-0.


4. Unidade de Demonstração Fluvial do SENAI de Manaus – AM

Última modificação: 15.01.2013
Índice [Esconder]

Texto adaptado de Galdino et al. (2010).

O Centro de Demonstração do SENAI de Manaus–AM está instalado na unidade móvel fluvial utilizada pelo SENAI pra cursos itinerantes ao longo dos rios da Região Norte. O Barco Escola Samaúma (Fig. 1) percorre a Região Norte ministrando cursos profissionalizantes às comunidades ribeirinhas principalmente dos municípios do Amazonas, mas atendendo também aos municípios do Pará, Acre e Roraima. A embarcação oferece várias categorias de cursos, entre eles os de panificação, mecânica, costura industrial, confeitaria, marcenaria, educação ambiental e informática, permanecendo cerca de 30 dias em cada município atendido (SENAI, 2010).

Detalhe da embarcação Samaúma

Figura 1 - Detalhe da embarcação Samaúma e localização dos painéis fotovoltaicos e sistema solar térmico.

O sistema fotovoltaico está montado em um laboratório localizado no segundo convés da embarcação, sendo que o painel fotovoltaico está instalado sobre a cobertura, em uma estrutura móvel, permitindo ajuste manual de inclinação e orientação de acordo com as condições do município onde a embarcação estiver fundeada, de forma a otimizar a conversão de energia.

O sistema solar térmico é do tipo compacto, também montado sobre a cobertura da embarcação em uma estrutura móvel que permite ajustes de forma a aquecer a água e manter o funcionamento do termosifão, independentemente do local onde a embarcação estiver fundeada. O consumo de água quente é muito pequeno, pois o sistema destina-se somente à demonstração e não terá uso efetivo.

As cargas previstas são: iluminação, frigobar, rádio transceptor HF e computador conectado à internet (caso a rede de telefonia celular do município permita). O sistema tem também um quadro sinótico mostrando as grandezas de interesse (foto na Fig. 2) e também a utilização de um piranômetro para medição da radiação solar instantânea.

Painel Fotovoltaico e Quadro Sinótico

Figura 2 - Fotos do Painel Fotovoltaico e quadro sinótico abordo do Samaúma.

As configurações dos sistemas do Samaúma são disponibilizadas na Tab. 1.

Tabela 1 - Características dos sistemas da embarcação Samaúma
Sistema elétrico Radiação solar 4,00 kWh/m2.dia
Consumo diário 1,2 kWh/dia
Tensão do sistema 24 Vcc
Painel Fotovoltaico 780 Wp (2s * 3p * 130 Wp)
Banco de Baterias 12,24 kWh (2s * 3p * 170 Ah @C20)
Aquecimento de água Caixa de água fria 100 L
Reservatório térmico 75 L
Coletor solar térmico 1 m2

Além disso, para demonstrações em terra, o Samaúma transporta ainda 3 kits móveis: sistema fotovoltaico para bombeamento d’água, sistema fotovoltaico de conversão de energia e sistema fotovoltaico para rádio transceptor.

O valor da radiação solar adotado da Tab. 1 refere-se ao menor índice médio mensal na Região Amazônica, segundo o Atlas Solarimétrico do Brasil (UFPE,2000).

Todos aos alunos atendidos pelo Samaúma recebem informações sobre os sistemas solares instalados na embarcação. Além disso, foi prevista para cada município atendido ao menos uma palestra específica para divulgação da tecnologia. A instalação do sistema possibilita livre acesso para visitação dos interessados ao laboratório onde se localizam os equipamentos do sistema fotovoltaico (baterias, controlador de carga e inversor), embora não haja acesso direto ao painel fotovoltaico devido sua localização na cobertura ser considerada perigosa para o público em geral. O sistema térmico, contudo, está montado na cobertura em local que permite o acesso de visitantes, em pequenos grupos (5 pessoas) para serem instruídos acerca do funcionamento do sistema.

Referências

Galdino, M.A. et al, 2010, "Criação de Quatro Centros de Demonstração de Energias Renováveis em diferentes regiões do país". In: Congresso brasileiro de Energia Solar, 3.,  Belém, Set.

UFPE, 2000. Atlas Solarimétrico do Brasil: Banco de Dados Terrestres. 1ª ed. Recife, Ed. Universitária da UFPE. ISBN 85-7315-142-0.


5. Centro de Demonstração do SENAI de Taguatinga - DF

Última modificação: 15.01.2013
Índice [Esconder]

Texto adaptado de Galdino et al. (2010).

O Centro de Demonstração do SENAI-DF é localizado em uma edificação projetada e construída especificamente para este fim, no SENAI de Taguatinga (Fig. 1). Tal edificação tem dois pavimentos e área construída de cerca de 124m2. Possui um auditório, copa/cozinha, banheiro, recepção e uma área específica para instalação dos equipamentos elétricos do sistema solar fotovoltaico possibilitando a visualização dos equipamentos e facilitando sua manutenção (veja as vistas do projeto arquitetônico na Fig. 2). A edificação é alimentada por um sistema fotovoltaico de conversão de energia. O aquecimento d’água para banheiro/cozinha é efetuado por um sistema solar térmico, enquanto que o bombeamento d’água é feito por um sistema fotovoltaico autônomo. As configurações são as apresentadas na Tab. 1.

Centro de Demonstração do SENAI de Taguatinga - DF

Figura 1 - Centro de Demonstração do SENAI de Taguatinga - DF

Tabela 1 - Características dos sistemas do Centro de Demonstração do SENAI - DF.
Sistema elétrico Radiação solar 4,40 kWh/m2.dia
Consumo diário 3,5 kWh/dia
Tensão do sistema 48 Vcc
Painel Fotovoltaico 1560 Wp (4s * 3p * 130 Wp)
Banco de Baterias 32,64 kWh (4s * 4p * 170 Ah @C20)
Aquecimento de água Reservatório térmico 200 L
Coletor térmico 1 m2
Bombeamento d’água Consumo diário 600 L/dia
Painel fotovoltaico 54 Wp
Moto-bomba 12 Vcc, de superfície, tipo diafragma

O valor da irradiação solar que foi adotado da Tab. 4 refere-se ao menor índice médio mensal na cidade de Taguatinga-DF, segundo o Atlas Solarimétrico do Brasil (UFPE,2000).

Centro de Demonstração do SENAI de Taguatinga - DF

Figura 2 - Vistas do projeto arquitetônico da edificação do Centro de Demontração de Taguatinga (DF).

Semelhantemente ao Projeto do Centro de Demonstração do SENAI-MA, o Centro de Demonstração do SENAI-DF contará com um sistema de monitoramento das grandezas elétricas de todo o sistema fotovoltaico. O sistema de aquisição disporá de um quadro de controle permitindo a visualização do estado de todas as cargas elétricas, bem como o acionamento remoto das mesmas (Figura 3). As medições realizadas serão transmitidas via rede wireless a um computador no prédio do SENAI-DF, onde serão armazenadas a cada segundo. Um computador tipo notebook no interior da casa permitirá aos visitantes o acesso aos dados.

Sistema Autônomo Fotvoltaico do SENAI - DF

Figura 3 - Fotos dos componentes do sistema solar fotovoltaico.

O Centro ira efetuar visitas programadas, tendo como público-alvo estudantes e professores dos níveis médio e superior. Também atenderá ao público leigo em geral. O SENAI–DF prevê ainda a utilização deste centro para formação de profissionais em energias renováveis.

Para demonstrações externas às instalações, o SENAI–DF contará com 3 Kits Móveis: kit de conversão de energia, kit de bombeamento d’água e kit de informática.

Referências

Galdino, M.A. et al, 2010, "Criação de Quatro Centros de Demonstração de Energias Renováveis em diferentes regiões do país". In: Congresso brasileiro de Energia Solar, 3.,  Belém, Set.

UFPE, 2000. Atlas Solarimétrico do Brasil: Banco de Dados Terrestres. 1ª ed. Recife, Ed. Universitária da UFPE. ISBN 85-7315-142-0.


6. Kit móvel de bombeamento d’água

Última modificação: 16.11.2011
Índice [Esconder]

Trata-se de kit semelhante ao que é utilizado no CEPEL durante as visitas realizadas em sua Casa Solar Eficiente. O sistema é composto por dois tanques transparentes permitindo fácil visualização dos seus componentes além dos módulos fotovoltaicos e a bomba de superfície (fotos dos componentes na Figura 1). A Fig. 2 mostra o projeto da caixa de acondicionamento e seus componentes e a Tab. 1 a configuração do sistema. Foram feitos 4 kits deste tipo, para cada um dos Centros de Demonstração (AM, PR, DF e MA).

Componentes do kit móvel de bombeamento

Figura 2 - Fotos dos componentes do Kit móvel de bombeamento d’água.

Tabela 1 - Configuração do kit de demonstração de sistema fotovoltaico de bombeamento d’água
Volume diário
1600 L/dia
Painel fotovoltaico
54 Wp, montado em estrutura que permite
ajuste de inclinação/orientação
Moto-bomba
12 Vcc, de superfície, tipo diafragma
Controle
Sensores de nível nos reservatórios superior e
inferior

Kit móvel de bombeamento d′água

Figura 2 – Kit Móvel de Demonstração de sistema fotovoltaico de bombeamento d’água.


7. Kit móvel de conversão de energia elétrica

Última modificação: 16.11.2011
Índice [Esconder]

Trata-se de kit semelhante ao que é utilizado no CEPEL em feiras e eventos. O sistema apresenta inversores para a disponibilização de corrente alternada em 127 Vca e 220 Vca. Este sistema de conversão atende pequenas cargas residenciais como rádio, TV, iluminação etc (ilustrado na Figura 1). A Fig. 2 mostra o projeto da caixa de acondicionamento e seus componentes, e a Tab. 6 a configuração do sistema. Foram feitos 4 kits deste tipo, sendo 2 com tensão de saída de 127 Vca (AM e PR) e 2 em 220 Vca (DF e MA).

Kit móvel de conversão de energia elétrica

Figura 1 - Foto do Kit móvel de conversão de energia elétrica.

Tabela 1 - Configuração do kit de demonstração de sistema fotovoltaico de conversão de energia elétrica
Consumo diário
400 Wh/dia
Tensão do sistema
12 Vcc
Painel fotovoltaico
261 Wp (3p * 87 Wp), montado em estrutura
que permite ajuste de inclinação/orientação
Bateria
170 Ah @C20
Tensão de saída
127 Vca/220 Vca

Kit de Demonstração de conversão de energia elétrica

Figura 2 - Kit de Demonstração de conversão de energia elétrica.


8. Kit móvel rádio transceptor

Última modificação: 16.11.2011
Índice [Esconder]

Este Kit é utilizado na Unidade Móvel Fluvial do SENAI AM para alimentação autônoma de um rádio transceptor destinado a comunicação de emergência entre uma comunidade isolada e uma sede municipal (fotos na Figura 1). Durante as palestras realizadas fora da embarcação, este kit será utilizado para demonstração do uso da energia solar fotovoltaica também na comunicação em locais remotos da Região Norte. A Fig. 2 mostra o projeto preliminar da caixa de acondicionamento e seus componentes e a Tab. 1 a configuração do sistema.

Kit móvel rádio transceptor

Figura 1 - Fotos do Kit móvel rádio transceptor.

Kit de demonstração de rádio transceptor

Figura 2 – Kit de demonstração de rádio transceptor.

Tabela 1 - Configuração do kit de demonstração de rádio transceptor
Consumo diário 400 Wh/dia
Tensão do sistema 12 Vcc
Painel fotovoltaico 216 Wp (4p * 54 Wp), montado em estrutura
que permite ajuste de inclinação/orientação
Bateria 2p * 170 Ah @C20
Rádio transceptor VHF; 25 W/45 W

9. Kit móvel de informática

Última modificação: 16.11.2011
Índice [Esconder]

Este Kit é utilizado na Unidade do SENAI - DF para alimentação autônoma de dois microcomputadores com conexão à internet através de um sistema de mini-modens GSM. A Fig. 1 mostra o projeto da caixa de acondicionamento e seus componentes e a Tab. 1 a configuração do sistema.

Kit móvel de informática

Figura 2 – Projeto do kit de informática e acomodação dos equipamentos

Tabela 1 - Configuração do kit de demonstração de informática
Consumo diário
960 Wh/dia
Tensão do sistema
24 Vcc
Painel fotovoltaico
520 Wp (2s * 2p * 130 Wp), montado em
estrutura que permite ajuste de
inclinação/orientação
Bateria
2s * 2p * 170 Ah @C20

10. Kit móvel de sistema solar térmico para aquecimento d’água

Última modificação: 16.11.2011
Índice [Esconder]

Esse kit é apenas para uso na Unidade Móvel Rodoviária do SENAI PR, visando demonstração de sistemas solares térmicos de aquecimento de água. Trata-se de um sistema compacto com reservatório térmico de 125L e coletor de 1m2, montado em estrutura desmontável que permite ajuste de orientação/inclinação (veja Figura 1). O consumo e água quente é muito pequeno, pois o sistema destina-se somente à demonstração e não terá uso efetivo.

Kit móvel de sistema solar térmico para aquecimento de água

Figura 1 - Foto do Kit móvel de sistema solar térmico para aquecimento d’água (coletor solar com reservatório integrado).


Centros de Demonstração do SENAI
 

CRESESB - Centro de Referência para Energia Solar e Eólica Sérgio Brito / CEPEL - Centro de Pesquisas de Energia Elétrica
Av. Horácio Macedo, 354 - Cidade Universitária - Rio de Janeiro - RJ - Brasil, CEP 21941-911
Tel: 55 (21) 2598-6174 / 2598-6187 - Fax: 55 (21) 2280-3537 - E-mail:
(Atendimento de segunda à sexta, das 8:00 às 16:30)

Arte e Desenvolvimento Web: Bruno Montezano, 2014